Controle Financeiro: o que é e como implantar na sua empresa

Atualizado: 27 de Fev de 2019


Para iniciar a gestão financeira de qualquer empresa, deve-se primeiro controlar tudo que entra (Receita) e tudo que saí (despesas). Todo controle financeiro é elaborado pelo regime de caixa, ou seja, data do efetivo pagamento ou recebimento.


Para que este controle aconteça de forma efetiva, o empresário tem que adotar soluções que facilitem o controle dessas informações, no mercado existe vários software de baixo custo, ou até mesmo free, ou pode ser adotada uma planilha como está aqui para auxiliar no controle financeiro da sua empresa.


Toda empresa necessita de controle e planejamento, o controle de contas a receber e a pagar é um dos processos mais básicos que existem, e um dos mais importantes, pois toda empresa precisa conhecer suas entradas (contas a receber) e saídas (contas a pagar) de caixa.

Todo registro já conhecido dever ser lançado, por exemplo, nas entradas vendas à vistas, vendas à prazo, receitas financeiras, rendimentos de aplicações, dentre outras. Já nas saídas, ou contas a pagar, devem ser lançados salários a pagar, INSS, FGTS , aluguel, compras de fornecedores, água, energia, enfim tudo que remete a um sacrifício financeiro, a uma saída de recurso da empresa.

No início, ou até o gestor financeiro acostumar com a rotina de controlar este fluxo de informações, surgiram dificuldades de implantação do procedimento, mas ao mesmo tempo poderão ser sentidas uma enorme ajuda na tomada de decisão e no fluxo de caixa da empresa. Aliás este é o próximo passo, depois de lançar todas as contas a receber e as contas a pagas, a etapa seguinte é a realização do Fluxo de Caixa Projetado e Realizado.

Importante: o empresário não pode esquecer de lançar, no seu controle financeiro, todas as parcelas de uma compra, por exemplo, ou de lançar despesas já conhecidas como aluguel, pois ao mesmo tempo que se trabalha com o fluxo de caixa realizado, o gestor financeiro necessita-rá das informações para preparar e entender o fluxo de caixa projetado.

Outro fator muito relevante, para o controle financeiro eficiente de uma empresa, é de JAMAIS misturar contas pessoais (contas do empresário pessoa física), com as contas da empresa. Todo pagamento realizado para o empresário deve ser a título de pro labore ou de distribuição de lucros. E o mais importante o empresário tem que entender que a disponibilidade de caixa, ou seja, o dinheiro da empresa é como o próprio nome diz DA EMPRESA. Infelizmente essa é uma cultura muito presente nas micro e pequenas empresa brasileiras, que tem como característica ser familiar, e "achar" que a empresa é uma extensão da casa, não entendendo que de fato ela é uma empresa e que deve seguir algumas Leis e normativas e que a Pessoa Física (empresário) e diferente da Pessoa Jurídica (Empresa).

Quer saber mais FALE COM UM DOS NOSSOS ESPECIALISTAS

#empresário #negócios #qualificaçãofinanceira #oportunidades #planejamento #gestãodeempresas #empreendedordesucesso #estruturação #comoabrirumaempresa #EMPRENDEDOR #liderança #comoterlucro #crescimento #broccont #fluxodecaixa

  • Instagram ícone social
  • Facebook ícone social
  • Google+ Social Icon